Este ano eu completo 30 invernos (não são primaveras, pois nasci em julho). Os que já passaram por essa fase sabem que ela vem recheada de mudanças, tanto físicas (já me chamam de Tia ou Senhora na rua!!!), como comportamentais, e com isso vêm os questionamentos.

Após a miscelânea de emoções vividas nos últimos anos, resolvi tirar um tempo para mim. Quero vivenciar situações imprevistas e redescobrir a Flávia, que por vezes vinha se escorando em personagens circunstanciais.

Obtive a aprovação do meu pedido de licença sem vencimentos do trabalho, por um período de um ano. Só faltava isso para começar o meu planejamento de transformar minhas economias em passagens, albergues, museus, paisagens, espiritualidade, comidas, encontros e desencontros.

Dois mil e oito para mim vai ser o ano da cigarra! – Isso não é horóscopo Chinês, Maia ou Checheno; é o resgate da Fábula de La Fontaine (mais conhecida como Fábula da cigarra e da formiga), mas com uma inversão de sua moral: sim, paremos para cantar e apreciar a primavera, e desfrutemos o ócio!!!!!

24 de novembro de 2008

Notícias

Sei, sei que estou sumida! Mas estava em caminhada pelas montanhas dos Himalaias (Langtang trek) e não havia acesso à internet. Agora estou de volta a Kathmandu, mas a net é bem lenta.
Amanhã tentarei colocar o blog mais atualizado. Isso se a energia da cidade não cair e se encontrar uma conexão razoável.
Mas, para resumir: estou amando esse país! Nepal é showwwwww.
Tirei umas fotinhos legais, mas preciso achar uma conexão boa para o upload.
um beijo a todos,
Namastê,
Fla

12 comentários:

gevis disse...

Que grande Mulher,que grande Espirito Aventureiro !!Que fibra !!!

Himalaias ! Deve ser fantástico !Mas como é viajar por montes e vales,certamente por más estradas,sem electricidade ou com pouca,com povoações/aldeias com tantas privações,muitas vezes sem aqueles minímos de conforto a que estamos habituados ?É possível cumprir horários,planear sem atropelos,encontrar abrigo ? Já vivi em plena selva africana,"longe do mundo",mas éramos vários,com geradores,apoio logístico por via aérea ou maritíma ,sistema de rádio ,etc .Mas repito,éramos um número razoável de pessoas .Mas agora práticamente sózinha,por sua conta e risco ... !!!Desta outra parte do mundo ,vamos seguindo e acompanhando essa aventura .Beijos

Cláudia disse...

Te amanha, mana. Nos vemos na bruma leve das paixoes que vem de dentro. Na bruma marrom, cheia de poeira e odor inigualavel de Delhi.
Ansiosamente,
Namaste

Sonia disse...

Flá,
ao ler a postagem da Cláudia hoje, me emocionei.
Curta esse mágico encontro.
Te amo muito
Soninha

deaconti disse...

Pensando em vocês lembrei-me de um poema de Leminski:

contranarciso

em mim
eu vejo o outro
e outro
e outro
enfim dezenas
trens passando
vagões cheios de gente
centenas

o outro
que há em mim
é você
você
e você

assim como
eu estou em você
eu estou nele
em nós
e só quando
estamos em nós
estamos em paz
mesmo que estejamos a sós

Leonel disse...

Esse poeminha é um improviso meu, que fiz agora há pouco pensando em vocês duas:

Vocês deviam arranjá
Um marajá e um rajá
Casá e ficá
Por lá.
Saravá,
Au revoir!

Lau(ra)roots disse...

não...não fic não...e eu fico aqui...órfã de irmã?
não orna
pó volta e traze os marajá, pois conta pra pagá não vai faltar
hmmm...o poema é uma porcaria mas até que a idéia é boa!
bjs e curtam muito

deaconti disse...

Não vejo a hora de ver as fotinhos de vocês duas juntas...

beijos da mama

cigarra disse...

kkkkkk, o poema e meio fraco mesmo, mas engracado. Ao menos nao vem com pornografias, ne Leonel????
Ja o do Leminski e lindo mesmo, amei.
Vitor e Gena, apesar de estar fazendo trilha no Himalaia, de km em km ha uns vilarejos com pensoes. Tem algumas trilhas que e necessario barracas e uma grande equipe, mas a maioria delas temos uma caminha com colchao. Mas isso nao diminui em nada na aventura, so acrescenta, pois temos a oportunidade de interagir com a populacao local.
Soninha, e muito bom estar com minha irma de sangue. Mas tb morro de saudades das irmas do coracao. Bom receber um mensagem doce, nega.
galera, beijao,
Fla

gevis disse...

ESTAMOS OUVINDO E IMAGINANDO ESSE ENCONTRO DAS MANAS NA FERVILNHANTE E RUIDOSA NOVA DELHI .ÓPTIMAS DESCOBERTAS .

Anônimo disse...

FLA! A viagem que eu sonho um dia poder fazer... espero que não seja só sonho.
Acompanho-te por cá, com muito ciume rs rs... e que corra sempre tudo bem ... sem azares...
cuidado com a india... parece que estão havendo incidentes pela capital....
um beijo graaaaaaaaaaaaaande
helder

eu disse...

Agora com sua irmã, tão linda e sensível quanto você (pelo que já vi por fotos e escritos), farão juntas esse fantástico percurso físico e metafísico.
Namastê, linda mulher!

Cláudia e Flávia disse...

People do meu Brasil,

Estamos dando um alo para dizer que estamos bem, seguras e nos divertindo. Estamos hoje em Delhi e amanha viajaremos para o sul do pais, visitar uma comunidade paz e amor.

Imagino que deve ser preocupante de longe. Tambem e de perto, por isso estamos sendo prudentes o quanto podemos e nos afastando das zonas mais turisticas.

Vamos dando noticas quando pudermos. Mandem vibracoes positivas, e o que precisamos.

Amor
Caca e Fafa