Este ano eu completo 30 invernos (não são primaveras, pois nasci em julho). Os que já passaram por essa fase sabem que ela vem recheada de mudanças, tanto físicas (já me chamam de Tia ou Senhora na rua!!!), como comportamentais, e com isso vêm os questionamentos.

Após a miscelânea de emoções vividas nos últimos anos, resolvi tirar um tempo para mim. Quero vivenciar situações imprevistas e redescobrir a Flávia, que por vezes vinha se escorando em personagens circunstanciais.

Obtive a aprovação do meu pedido de licença sem vencimentos do trabalho, por um período de um ano. Só faltava isso para começar o meu planejamento de transformar minhas economias em passagens, albergues, museus, paisagens, espiritualidade, comidas, encontros e desencontros.

Dois mil e oito para mim vai ser o ano da cigarra! – Isso não é horóscopo Chinês, Maia ou Checheno; é o resgate da Fábula de La Fontaine (mais conhecida como Fábula da cigarra e da formiga), mas com uma inversão de sua moral: sim, paremos para cantar e apreciar a primavera, e desfrutemos o ócio!!!!!

18 de fevereiro de 2009

News

Galera!
Ainda estou na India, em Rishkesh, finalizando a temporada dos trabalhos com o Prem Baba. Dia 23 de fevereiro sigo para Tailandia, um dia antes do meu visto indiano expirar. Realmente nao imaginava que ficaria aqui por tanto tempo! Mas isso que e gostoso em um viagem assim, estar livre para ir quando e onde quiser (claro, pagando uns adicionais de taxas e multas por mudar os bilhetes aereos ;) ).
Se eu tiver tempo escreverei na Tailandia, se nao, fica para o Brasil. Chego nas terrinhas tupiniquins dia 19 de marco. As saudades sao grandes!
beijao a todos os amigos e familiares,
Fla

10 comentários:

gevis disse...

Aleluia !! É tão boa essa Paz de Espirito ,essa levesa ... S. está em Taipei e regressa a Bruxelas próximo fim de semana .Aproveite últimos momentos por essas paragens.Continuação de óptima viajem .Beijos

Alice disse...

Tenho curtido muito seu blog, flá! e tenho sonhado bastante contigo...
saudades.
Aproveita essas semanas de viagem, quando voltares ao trópico brasilienses avisa, vamos marcar de nos ver... assim tu conhece meu lado buchudinha;)
botei uma foto no blog da pança...
sorte,
bjim:*

deaconti disse...

Foi uma delícia ter de volta a Cláudia, embora eu a tenha tentado a ficar mais um pouco por esse lado do mundo. Agora falta você! Mas já estou contente de poder tê-la ao alcance com maior frequência. Fiquei tentada a conhecer Rishikesh e suas práticas de paz e acolhimento... Quem sabe um dia?

beijos e saudade, filhota!

liliana disse...

Tenho pensado muito em vc, Flá!
Vou querer saber dessa experiência no Ashram, ao menos sobre aquilo que for possível colocar em palavras.
Um abraço bem forte e apertado!
Lili

Fernando disse...

Olá, há tempos que não visitava seu blog, acomodado às imagens que chegavam automaticamente pelo e-mail! Pela sua última postagem, imagino q tvz agora vc esteja mais perto daquilo que buscou/vem buscando, não? Bom saber que seu retorno está proximo!Bjo.
Fernando

Leo disse...

Além da saudade, não posso esconder a curiosidade de vê-la transformada. Porque há de estar. E as fotos novas? Querendo muito ver você pós-Índia.
um beijo

juli disse...

Olá Flá... nossa, imagino que essa nova experiência será pra vida toda... tento imaginar, mas qdo tivermos oportunidade de nos encontrar, gostaria que me contasse...
Um grande bjo e energias positivas pra vc!!!

cigarra disse...

Oi pessoal,
que bom receber um alo de vcs. As saudades ja sao muitas.
Como vcs podem ver no mapa, estou na Tailandia. Meu Pc quebrou e desencanei de escrever, sei la, nao sei explicar. Talvez uma hora eu atualizo os relatos, mas por hora nao sinto vontade... Sorry aqueles que acompanham o Blo :(
Mas a noticia boa e que poderei contar as historias ao vivo, para aqueles que estao no Brasil, pois a minha volta sera em breve e pretendo passar no Rio e Salvador antes de chegar em Jampa. Ah, Alice, recife tb esta nos planos.
Para o pessoal de Portugal, ficara mais dificil :S. Um beijao primos, uma hora eu escreverei.
beijos a todos,
Fla

gevis disse...

Quando o navio sai do porto de origem diz-se que começou a "desenrolar a corda " .Agora que começa a regressar ao porto de origem," enrolar a corda " .Pois que o enrolar continui a processar-se sem problemas .Beijos

Sofia C. disse...

Olá prima,

Só para te desejar uma excelente viagem amanhã. Beijos grandes Sofia