Este ano eu completo 30 invernos (não são primaveras, pois nasci em julho). Os que já passaram por essa fase sabem que ela vem recheada de mudanças, tanto físicas (já me chamam de Tia ou Senhora na rua!!!), como comportamentais, e com isso vêm os questionamentos.

Após a miscelânea de emoções vividas nos últimos anos, resolvi tirar um tempo para mim. Quero vivenciar situações imprevistas e redescobrir a Flávia, que por vezes vinha se escorando em personagens circunstanciais.

Obtive a aprovação do meu pedido de licença sem vencimentos do trabalho, por um período de um ano. Só faltava isso para começar o meu planejamento de transformar minhas economias em passagens, albergues, museus, paisagens, espiritualidade, comidas, encontros e desencontros.

Dois mil e oito para mim vai ser o ano da cigarra! – Isso não é horóscopo Chinês, Maia ou Checheno; é o resgate da Fábula de La Fontaine (mais conhecida como Fábula da cigarra e da formiga), mas com uma inversão de sua moral: sim, paremos para cantar e apreciar a primavera, e desfrutemos o ócio!!!!!

17 de outubro de 2008

Saudades do meu sobrinho Caio Cebolinha!



Saudades é um sentimento que tem sido uma constante na minha vida há anos, e nessa viagem não tem sido diferente. Esse aí é o meu lindo sobrinho, uma das pessoas que mais sinto falta por não estar ao lado e acompanhar seu desenvolvimento. Além dele, estão os amigos e o resto família. É um custo que tenho que assumir ao fazer esse vôo. Dói, mas está valendo a pena.

5 comentários:

deaconti disse...

Tinha certeza que você ia curtir a montagem: só não contava que fosse "roubá-lo" do Caio meu neto. Ficou linda, não é mesmo?

beijocas da mama

Bia disse...

Que fofo! Não é a toa que você sente saudades dele. Mas nós também sentimos muito a sua falta, viu? Beijos.

helder disse...

amiga .. saudades, de uma maneira diferente eu bem sei, mas que são sinceras..
Gostei muito da tua companhia..

um beijo
helder

Gil disse...

Ei, estamos sentindo falta de notícias! Pelo mapa dá para saber onde estás mas também queremos saber COMO estás! E os seus pézinhos, inteiros? Beijão.

cigarra disse...

Oi querida familia e amigos!
Bom ter vcs aqui... Ajuda a diminuir o aperto das saudades.
Gil estou bem, mas o pé ainda esta ruim. Tenho usado palmilha, feito massagens e rezas bravas, mas até agora nao melhorou. Bom, aind tenho esperanças de poder caminhar no Himalaia...
Agora estou em Palermo e conhecendo essa nova face italiana, que é bem distinta do norte.
Vejo se amanha ou depois ponho um novo post. Ta dificil achar tempo para escrever, pois ate a hora da preguiça tem sido sagrada.
beijao a todos Fla